24/04/2017

Festival Internacional da Máscara Ibérica

Inserida no âmbito do Festival Internacional da Máscara Ibérica, inaugura no Museu Nacional de Arqueologia, no próximo dia 27 de abril, pelas 18h45m, a exposição “Maçcaras”, com 12 pinturas em aguarela de Manuol Bandarra, e peças de artesanato de Carlos Ferreira, retratando máscaras e características figuras em admiráveis trabalhos que refletem o imaginário da tradição dos riruais com máscaras do nordeste transmontano.





Inauguração da exposição "Um Museu. Tantas Coleções!

A galeria nascente do Museu Nacional de Arqueologia foi pequena para acolher os muitos visitantes que acorreram para assistir à inauguração da exposição "Um Museu. Tantas Coleções!", inserida na «Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura 2017, que ocorreu no passado sábado, dia 22 de abril.

Aqui ficam algumas fotos do evento.




























21/04/2017

Os novos telões do MNA

Já viu os novos telões do Museu Nacional de Arqueologia?

O da esquerda anuncia a nova exposição, a inaugurar amanhã, pelas 16:00.

Venha conhecê-la!





20/04/2017

Deus Anúbis surpreende visitantes

No Museu Nacional de Arqueologia andam Deuses à solta. O Deus Anúbis surpreendeu uma turma de uma escola do Vale da Amoreira, durante uma visita à exposição "Antiguidades Egípcias".











Notícia na RTP2 sobre as duas coleiras de escravos do MNA

Assista à reportagem exibida ontem no Jornal2, sobre as duas coleiras de escravos do Museu Nacional de Arqueologia, que serão exibidas a partir do próximo sábado a partir das 16:00 na exposição "Um Museu. Tantas coleções!", inserida na «Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura 2017».

Para ver no vídeo entre os minutos 29m e 48s e 32m e 11s.

Loulé: Território, Memória e Identidade

Esteja atento, em breve inaugurará no Museu Nacinal de Arqueologia a exposição "Loulé: Território, Memória e Identidade".


Clique na imagem para ler

19/04/2017

Loulé: Território, Memória e Identidade num espaço maior

Sabia que a galeria que acolherá a exposição "Loulé: Território, Memória e Identidade" ficou maior? Com a remoção do gradil que se vê já no chão, a galeria ganhou uma maior dimensão.







Convite

Convite para a inauguração da exposição "Um Museu. Tantas Coleções", no Museu Nacional de Arqueologia, às 16h00, inserida na «Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura 2017».




15/04/2017

Lembrando a Páscoa

Lembrando a Páscoa, época a que se associa a ideia de Renascer, recordamos que os óvulos eram frequentemente usados, simbolizando o nascimento, a fecundidade ou a força genésica primordial.
Por isso, na Antiga Roma, eram oferecidos a Ceres - a principal divindade que protegia a Natureza e a Agricultura e que ensinou aos homens a arte de cultivar a terra, de semear e de fazer a colheita dos cereais - por esta altura do ano, ovos, em agradecimento pela germinação dos cereais.

Os ovos simbolizavam assim a própria Vida, a Eternidade ou a Ressurreição, acabando por pertencer a um dos mais comuns motivos decorativos quer de bens de utilidade doméstica quer de elementos arquitectónicos, a exemplo de frisos; capitéis e cerâmicas.

Também os coelhos e lebres, representadas neste fragmento de Terra Sigillata, são a continuidade da ideia de regeneração da vida sob todas suas formas, sendo referidos por Plínio da seguinte forma: 
« ... Ao género das lebres pertencem também os animais a que na Hispania se chamam «cunuculi», de fecundidade inesgotável (...) Plínio, N.H., VIII, 217

Na fotografia: «bordo de taça de Terra Sigillata Sudgálica, tipo Dragendorff forma 37.




Apresenta uma linha de óvulos com lingueta. Em baixo segue-se uma linha ondulada, sob a qual se apresenta uma decoração difícil de determinar formada por motivos de árvores que alternam com figuras de animais: cabeça e membros superiores de uma lebre que salta para a direita e parte da juba, dorso e cauda de um leão que segue na mesma direcção. No topo das árvores encontram-se pequenas aves. (descrição a partir de C. Veigas, 2006)».

Proveniência:Torre d'Ares

12/04/2017

Visitas orientadas em língua castelhana

Sabia que o Museu Nacional de Arqueologia oferece visitas orientadas em língua castelhana? 

Visitas conduzidas por Diego Prada.