29/04/2016

Visita ao MNA de funcionários do CCB

No dia 28 de abril, um grupo de funcionários do CCB visitaram o Museu Nacional de Arqueologia, com particular destaque para a exposição "Lusitânia Romana - Origem de dois povos".
Foram recebidos pelo diretor, António Carvalho, que iniciou a visita, tendo depois sido acompanhados pela Dra. Isabel Inácio, que os guiou na exposição.








Inauguração de exposição

Não se esqueça, é já amanhã.

Inauguração da exposição "Diálogo com a Arte Rupestre" de Mariola Landwoska, pelas 18h30 no ‪Museu Nacional de Arqueologia.



28/04/2016

Lançamento de livro

No próximo dia 30 de abril, decorrerá no Museu Nacional de Arqueologia o lançamento do livro de Fernando Pereira Sá, História de Pragança e Montejunto e Seus Ricos Patrimónios.

A sessão iniciar-se-á, pelas 15 horas, com a atuação da Banda Filarmónica 1º de Dezembro, de Pragança, e terá continuidade, pelas 16 horas, com o lançamento do livro, em sessão solene.



27/04/2016

Visita ao Museu Nacional de Arqueologia

No passado dia 25 de abril, o Diretor do MNA, António Carvalho realizou uma visita guiada à exposição “Lusitânia Romana. Origem de dois Povos / Lusitania Romana. Origem de dos pueblos” para o Embaixador República da Polónia em Portugal, Professor Bronislaw Misztal e também para uma turma de alunos polacos do Liceu “Ruy Barbosa”, de Varsóvia, que ali aprendem português. Este grupo de estudantes participa num intercâmbio com colegas portugueses da Escola Secundária “Homem Cristo”, de Aveiro, que já se deslocou a Varsóvia no início de 2016.

Os alunos são acompanhados pelas Professoras Grazyna Misiorowska e Agnieszka Zebrowska. 

Por ser feriado nacional, na ocasião foi também explicado aos alunos o significado da celebração da “Revolução do 25 de Abril”.



Palestra "Peixe, por favor"

No passado sábado, dia 23 de abril, o Museu Nacional de Arqueologia recebeu o chef António Alexandre (http://antonioalexandre.com) para uma palestra que teve como ponto de partida o Mosaico Figurativo Romano, que ilustra... um peixe, patente na exposição no âmibito do Projeto EMEE, EuroVision Museums Exhibiting Europe. 

A partir deste objeto, o chef António Alexandre explorou o universo culinário do peixe, estabelecendo um paralelo entre o mundo romano e o conhecido preparado de peixe que Lisboa tão bem conhece e o peixe na gastronomia atual. O objetivo foi proporcionar a todos os participantes uma tarde com novas (e diferentes) perspetivas!











22/04/2016

Convite para inauguração de exposição

A Diretora-Geral do Património Cultural e o Diretor do Museu Nacional de Arqueologia, convidam para a inauguração da exposição de pintura de Mariola Landowska, "Diálogo com a Arte Rupestre", que se realiza no Museu Nacional de Arqueologia no dia 30 de abril, às 18h30.



14/04/2016

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios - Concerto para os Refugiados

Nos dias 17 e 18 de abril, o Salão Nobre do MNA acolherá os ensaios do Concerto para os Refugiados, envolvendo cerca de 150 músicos, dirigidos pela Maestrina Joana Carneiro.

O espectáculo decorrerá no dia 18 de abril. pelas 21h00, no Centro Cultural de Belém.

Os ensaios não estão abertos ao público.


Peça do mês de abril

O Museu Nacional de Arqueologia conserva uma das mais importantes coleções de joalharia existentes em Portugal. Resultantes na sua maioria de escavações arqueológicas, ofertas ou aquisições. Através do seu estudo e contemplação consegue-se acompanhar a evolução da arte dos materiais preciosos no território nacional desde os finais do III milénio a. C. à alta idade média, cronologia a que a maioria das peças se situa.

Todos os períodos cronológicos e culturais, e também todos os tipos de peças, desde a mais remota Pré-História até épocas recentes, neste caso com relevo para as peças etnográficas, estão representados no MNA. Às coleções portuguesas acrescentam-se as estrangeiras, igualmente de períodos e regiões muito diversificadas.

O MNA é ainda o museu português que possui no seu acervo a maior quantidade de peças classificadas como "tesouros nacionais". No entanto, há ainda espaço para receber exposições temporárias com bens culturais, alguns de cariz único, cedidos por outras instituições. 
Existe, pois, sempre motivo de descoberta no MNA e é esse o sentido da evocação que fazemos, em cada mês que passa.






PEÇA DO MÊS COMENTADA
Anéis tardo-medievais e  tardo-renascentistas da coleção do MNA
A apresentar por Nuno Vassalo e Silva
16 de Abril de  2016, às 15h:30


O Museu Nacional de Arqueologia conserva uma das mais importantes coleções de joalharia existentes em Portugal. Resultantes na sua maioria de escavações arqueológicas, ofertas ou aquisições. Através do seu estudo e contemplação consegue-se acompanhar a evolução da arte dos materiais preciosos no território nacional desde os finais do III milénio a. C. à Alta Idade Média, cronologia a que a maioria das peças se situa. 

Esta comunicação irá abordar, ao que cremos pela primeira vez, um pequeno grupo de anéis datáveis dos séculos XV  a inícios do XVII, nunca antes mostrados, pertencentes ao acervo do museu e que nos documentam a evolução de uma joia que percorre toda a história civilizacional. A joalharia portuguesa no renascimento de que raros exemplares sobreviveram, as principais tipologias dos anéis, utilização e origem das pedras preciosas, substitutos e gemas falsas. A sua circulação e comercialização serão também abordadas nesta sessão. 

Fundamentalmente dá-se a conhecer um conjunto excecional, datável da época dos Descobrimentos, cujo interesse nunca será demais realçar.


11/04/2016

Entrevista de dois comissários científicos da exposição "Lusitânia Romana - Origem de dois povos" à Universidade Aberta

Oiça aqui os depoimentos de dois comissários científicos da exposição "Lusitânia Romana - Origem de dois povos", Professor Doutor Carlos Fabião e Dr. António Carvalho, numa entrevista concedida à Universidade Aberta, que passou no dia 7, na RTP2.


video

Visita de alunas da ESE de Almada

Inserido no plano de atividades da exposição "A Europa através dos nossos Objetos", alunas de mestrado de Pré-Escolar e 1º Ciclo do Ensino Básico da Escola Superior de Educação de Almada visitaram o MNA.

As alunas encontram-se a desenvolver um Projeto de Didatização dos conteúdos da exposição. O MNA, através do Projeto EMEE, promove assim, junto das instituições do Ensino Superior, pontes entre o ensino formal e não-formal, permitindo assim uma divulgação do Património e contribuído para uma educação patrimonial.











JÁ OUVIU O SOM DO LATIM? VENHA AO MUSEU NACIONAL DE ARQUEOLOGIA OUVIR COMO FALAVAM OS ROMANOS!

O Museu Nacional de Arqueologia e a empresa “YOURPODCAST”, com o indispensável apoio da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, apresentam a partir de Abril na exposição internacional “Lusitânia Romana. Origem de dois Povos / Lusitania Romana. Origen de dos pueblos” um novo e arrojado projecto.

Trata-se da gravação dos textos das inscrições latinas expostas. Esses breves textos em latim podem ser escutados através de áudio-guias disponíveis para os visitantes, enquanto acompanha a leitura de cada monumento em pedra ou de placa bronze exposta na exposição.

Esta nova possibilidade permite ao visitante de imediato complementar a compreensão do texto escutando também a leitura em português, espanhol ou inglês, apercebendo-se das semelhanças ou diferenças, ou lendo directamente o texto de cada inscrição que se apresenta em português ou inglês junto de cada suporte.

Para que esta viagem no tempo seja o mais fiel possível, as leituras foram realizadas por um latinista - Mário Silva - doutorando do Departamento de Clássicas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Se ainda não visitou esta exposição, o que pode fazer até 12 de junho, aproveite agora mais esta inesperada valência que oferecemos.

Se já teve a oportunidade de fazer a visita regresse e deixe-se surpreender, admirando de novo os 210 bens culturais aqui reunidos pertencentes a 19 museus de Portugal e Espanha, enquanto ouve a língua oficial do Império Romano, e de onde evoluíram o português e o espanhol.



04/04/2016

Interação na exposição "A Europa através dos nossos objetos"

Como tem vindo a ser habitual no 1º domingo de cada mês (gratuito), elementos da equipa EMEE interagiram com os visitantes, demonstrando as potencialidades dos recursos utilizados nesta exposição.

Os visitantes puderam experimentar as soluções de realidade aumentada, partindo dos objetos expostos, bem como interagir com os recursos diferentes recursos disponibilizados nos tablets.



Primeiro domingo de abril no MNA

Museu repleto no 1º domingo, de entrada gratuita, para assistir à visita guiada à exposição Lusitânia Romana - Origem de dois povos.

Se se quiser inscrever na próxima visita, que excecionalmente decorrerá no dia 8 de maio, por força do feriado de 1 de maio, Dia do Trabalhador, contacte o endereço e-mail: malbuquerque@mnarqueologia.dgpc.pt